Por que fazer contrato com os correios

Publicado em: 01 junho 2014
< Voltar para listagem de artigos

pacote

A logística de entrega dos produtos ainda é o carma do e-commerce. Se você possui uma loja virtual com entrega para todo o Brasil deve escolher os parceiros certos para realizarem as entregas dos seus produtos com segurança.

Fazer um contrato com os Correios é uma ótima opção para micro e pequenos empreendedores virtuais

Benefícios de fazer um contrato com os Correios

Um contrato com os Correios permite descontos no valor das postagens. Para envio via PAC o desconto gira em torno de 5 a 20% do valor normal, por exemplo. Além disso, você não precisa pagar na hora www.viagrabuynow.com/ pelas postagens, podendo esperar pelo vencimento da fatura, dentro do espaço de um mês, assim você também pode ter mais controle de quanto está gastando com as postagens e de repente até fazer alguma promoção relacionada a frete grátis. Também não precisa pegar fila para despachar as encomendas, basta preencher um formulário e entregar para um responsável da sua agência.

Cotas mínimas de faturamento

Os Correios tem um valor mínimo de postagem por mês, que pode ser consumido através de envios por PAC, Sedex, E-Sedex. As cotas mínimas de faturamento são: Pac: R$ 127,40; Sedex: R$ 123,43; E-Sedex: R$ 1.142,11.

Vale lembrar que no E-Sedex, se em determinados meses você não utilizar todo esse valor com postagens, terá que pagá-lo da mesma forma. Sendo assim, é bom avaliar se é o momento certo de implantar esse método de entrega em sua loja. Diferente do contrato padrão, para implantar o E-Sedex é preciso realmente ter uma loja virtual, seu site será analisado e testado antes de liberarem esse contrato com os Correios para sua empresa. A vantagem do E-Sedex é que ele tem o mesmo prazo de entrega do Sedex, porém com um valor de postagem próximo ao do PAC e em alguns casos até mais em conta.

Gostou dos benefícios? Entre em contato com os Correios e tire mais dúvidas sobre como fazer esse contrato.

Tagged with: , , ,
Sem comentário

Comments are closed.